Acesse nosso Facebook Logo Instituto Peniel de Ensino Página Principal Conheça a nossa história Confira nossas turmas Conheça nossa equipe de profissionais Acompanhe nossa agenda Veja as fotos em nossa galeria Confira nossos artigos Entre em contato conosco


Confira nossos artigos exclusivos.


21/05/2012 - Dia das Mães



18/11/2009 - Mais Depoimentos da Celebração a Deus na semana da criança

Para ele, assim que entrou no templo, havia algo diferente, uma sensação nova. Era a presença de Deus...

11/11/2009 - Depoimento da Celebração a Deus na semana da criança

"Sempre falo a meus filhos da importância de nos prostrar nas presença de Deus...

24/08/2009 - O INVESTIMENTO DOS PAIS NA CAPACITAÇÃO DOS FILHOS

Assim como Deus investiu e capacitou Jesus para executar toda a boa obra da redenção, precisamos investir em nossos filhos.

22/07/2009 - Paternidade

Todo homem tem como destino a paternidade. Somos a imagem e semelhança de Deus e Deus é pai.

08/07/2009 - Super Justo X Super - Heróis




Devocional com seus Filhos



Devocional com seus Filhos
Pr. Marco Aurélio Sorna Santos
Diretor do Instituto Peniel de Ensino


É imprescindível que pais cristãos tenham um período para examinar a palavra de Deus em seus lares juntamente com seus filhos. Deus comissionou os pais na tarefa da transmissão da fé de uma geração a outra.

Deuteronômio 6:4-9

Ouça ó Israel : O Senhor , nosso Deus, é o único Senhor.
Ame o Senhor , seu Deus , de todo o seu coração,
de toda a sua alma, de todas as suas forças.
Que todas estas palavras que hoje lhe ordeno estejam em seu coração.
Ensine-as com persistência a seus filhos.
Converse sobre elas quando estiver em sua casa,
quando estiver andando pelo caminho,
quando se deitar e quando se levantar.
Amarre-as como um sinal nos braços e prenda na testa.
Escreva-as no batente das portas de suas casas e em seus portões.

Entendemos que amar a Deus com todo o seu ser requer uma comunhão intensa com Ele. Está comunhão será externada aos filhos através dos pequenos atos diários de um pai que teme e honra a Deus em sua vida. Nós pais, devemos respirar, transpirar, dessedentar, saciar, exercitar, descansar, pensar e conversar a palavra de Deus em cada dia de nossa existência.
O viver Cristo em nossas vidas nos habilitará para próxima etapa – Lecionar a palavra de Deus aos nossos filhos.

Muitos pais ensinam o que não vivem e estão trazendo confusão aos corações dos filhos. Com a boca ministram um cristianismo, mas espiritualmente não estão transmitindo o cristianismo. As atitudes não referendam o seu ensino. Assim nos tornamos hipócritas aos olhos dos pequeninos.

Outros estão delegando as escolas cristãs ou a igreja a sua função. Precisamos entender que estas instituições são apoio ao lar cristão, elas cooperam com os pais no processo de aquisição de uma cosmovisão cristã pelos filhos. Elas não são responsáveis perante Deus pela transmissão da tocha da fé.

Ensinar com persistência os filhos no caminho nos requer um esforço além do viver o cristianismo, que é nossa principal prática de ensino. O nosso devocional familiar é a oportunidade que temos para ensinar aos nossos filhos os princípios de Deus para a vida, o seu amor por nós manifesto através da sua graça e do sacrifício de Jesus na Cruz. São momentos propícios ao incentivo a oração, ao conhecimento das histórias Bíblicas, a leitura dos evangelhos e dos demais livros que compõem a Bíblia.


Como sugestão coloco algumas práticas que podem ser observadas ao realizar o devocional familiar:

1. Frequência da reunião. Isto vai variar de uma família para outra, depende de onde querem chegar e em quanto tempo. Pode ser 1 , 2 ,3 vezes por semana ou diariamente.
2. Local. Defina um local na casa onde as reuniões irão acontecer. Prepare este local , traga sempre que possível , algum objeto que ilustre o que será ministrado. Algo que inspire e ajude a prender a atenção. Pode ser uma estória com fantoches, um utensílio doméstico diferente, fotos, pequenos trechos de reportagens de jornal ou revistas, um pequeno trecho de um filme ou desenho.

3. Horário e Tempo do Devocional. Isto dependerá da rotina da família. Para algumas será de manhã, para outras após o almoço e ainda outras tantas realizarão no final da tarde ou início da noite. O tempo levará em conta a idade, nível de maturidade cristã e atividades a serem desenvolvidas no período. Tenha horário para começar e horário para terminar. Temos que entender, no caso dos maiores, que eles e também nós provavelmente , em algumas ocasiões, teremos outros compromissos após o devocional. Não queremos que este período seja um momento de corpo presente e espírito endurecido por conflitos.


4. Material. Vai depender da idade dos filhos.
Para os pequenos utilize de ilustrações para prender a galerinha atenta ao que vai ser ministrado. Forneça papel e lápis de cor para que realizem desenhos do que foi marcante para eles na ministração daquele dia. Evite dar desenhos prontos, só para colorir. Quando fornecemos papel em branco damos a eles a oportunidade de se expressarem, eles estarão pensando sobre o assunto quando estiverem criando a imagem que mais lhe marcou na ministração.
Para os adolescentes e jovens trabalhe com perguntas de reflexão. Abra espaço para o diálogo. Aproveite para escutar o que se passa no coração dos filhos, sane as dúvidas sobre o tema, no final deixe alguma parte a ser esclarecida na próxima reunião devocional. Como beneficio desta prática temos oportunidade de tempo para aprofundar sobre o assunto e um motivo para recapitulação do tema anterior, além de dar oportunidade para eles mesmos pensarem sobre o assunto e trazerem algumas conclusões que enriquecem este momento. Não deixe de ministrar ao coração sempre que perceber a necessidade, evite críticas e não desfaça de suas idéias e pensamentos. Elas são o seu termômetro, de como você está indo como pai dedicado. Lembre-se, a boca fala do que o coração está cheio. Se não tiver nada ou apenas tolices o problema não são deles e sim nosso. Este é o reflexo de que em algum momento deixamos que outros ( televisão, filmes, desenhos, amigos e etc.) ministrassem ao seus corações. Então, não trave uma guerra, trabalhe arduamente para reverter esta situação, com perseverança, ministrando ao coração.
Outra opção são os hinos, louve a Deus com sua família e depois faça uma análise da
letra da canção de adoração. O significado das palavras, dos versos e etc.
Tanto para os menores como para os maiores, ministre aquilo que você, como pai, está observando ser necessário. Fatos que ocorreram naquela semana em que seus filhos tiveram dificuldades de manifestar cristo em sua conduta. Lembre-se o alvo não é a conduta em si, mas o que motiva atitude inadequada.


Lista de livros que podem ajudar:
• Horinhas co m Deus Volume 1 – Para crianças até 3 anos.
• Horinhas com Deus Volume 2 – Para crianças de 4 a 7 anos.
• Smilingüido 365 dias – Para crianças menores de 10 anos.
• Bíblia Revista e atualizada / linguagem de hoje e quantas traduções puder ter.
• Dicionário bíblico / chave bíblica.
• Dvd´s cristãos
• Literatura cristã no geral.

Os livros nos dá um esqueleto sobre um tema a ser abordado, não se prenda apenas ao livro, mas dependa do espírito santo para trazer uma ministração viva ao devocional.
Uma boa prática ao analisar um personagem de uma estória , filme ou desenho fazendo o gráfico T.

Personagem :________________

Comportamento observado / Comportamento Cristão esperado.

Traça-se uma linha (na vertical) entre estes dois comportamentos e lista-se as caracteristicas observadas respectivamente em cada lado da linha.

Este instrumento nos permite denotar o caráter do personagem, se podemos nos inspirar em suas atitudes ou se aprenderemos observando como é ruim a colheita dos seus maus atos.

SE PERSEVERARMOS, COLHEREMOS BOMS FRUTOS DESTES MOMENTOS EM FAMÍLIA !


Veja aqui o Artigo Inteiro
Desenvolvido por Softu Tecnologia