Acesse nosso Facebook Logo Instituto Peniel de Ensino Página Principal Conheça a nossa história Confira nossas turmas Conheça nossa equipe de profissionais Acompanhe nossa agenda Veja as fotos em nossa galeria Confira nossos artigos Entre em contato conosco


Confira nossos artigos exclusivos.


21/05/2012 - Dia das Mães



18/11/2009 - Mais Depoimentos da Celebração a Deus na semana da criança

Para ele, assim que entrou no templo, havia algo diferente, uma sensação nova. Era a presença de Deus...

11/11/2009 - Depoimento da Celebração a Deus na semana da criança

"Sempre falo a meus filhos da importância de nos prostrar nas presença de Deus...

24/08/2009 - O INVESTIMENTO DOS PAIS NA CAPACITAÇÃO DOS FILHOS

Assim como Deus investiu e capacitou Jesus para executar toda a boa obra da redenção, precisamos investir em nossos filhos.

22/07/2009 - Paternidade

Todo homem tem como destino a paternidade. Somos a imagem e semelhança de Deus e Deus é pai.

08/07/2009 - Super Justo X Super - Heróis




O INVESTIMENTO DOS PAIS NA CAPACITAÇÃO DOS FILHOS



O Investimento dos Pais na Capacitação dos Filhos

Mt 3: 13 – 17

A fidelidade do filho a instrução do pai e a declaração de amor do pai a seu filho é o destaque de nossa considerações neste texto.

O versículo 15, diz assim: “Mas Jesus lhe respondeu: Deixa por enquanto, porque, assim, nos convém cumprir toda a Justiça.

A instrução já havia sido proclamada pelos profetas, e João era o último dos profetas antes de Jesus. O batismo que João proclamava no deserto era de Arrependimento de Pecados...

Mas, Jesus conhecendo os planos de Deus, e mesmo não necessitando, foi impelido até o Jordão para se batizar. O senso de obediência o constrangeu e Jesus aproximou-se de João ...

Ao vê-lo, João agita-se ... não está compreendendo o que está acontecendo, aperta os olhos para aferir aquela imagem, para ver se não está enganado, mas é Ele. Jesus, esta vindo para batizar ! Sua alma está indagando: “Mas, como? O Cordeiro que tira o pecado do mundo, aquele que não tem pecado, quer se batizar no batismo de arrependimento de pecados ?” Não, não isso não pode ser ! Então, como numa explosão, as palavras lhe saem dos lábios: “ Eu é que preciso ser batizado por ti, e Tu vens a mim?”

Enquanto a multidão que presenciava a cena não discernia nada, João discernia tudo. Ele sabia quem era o homem que estava a sua frente. Ali não estava Jesus de Nazaré o carpinteiro...
Quando Jesus parou a sua frente, aquela mesma sensação que João teve no ventre de sua mãe, quando Maria a cumprimentou o invadiu novamente, o Redentor estava diante dele...

O seu coração estava acelerado, quase lhe saía a boca ... Então, por alguns segundos, Jesus olhou bem no fundo dos seus olhos e com grande amor ministrou segurança ...

Que olhar foi aquele ...

Este olhar dizia: Oh , João, acalme-se ...
Não fique agitado ...
Eu estou no comando...
João, Eu e o Pai te amamos...
Você é vaso de honra ...
Não turbe o seu coração ...

Este olhar trouxe paz ao coração de João, e só então Jesus disse: “Deixa por enquanto, porque, assim, nos convém cumprir toda a justiça.

Que momento inesquecível para João ...

Muitas vezes estamos agitados na presença de Deus, até mesmo, confusos com os acontecimentos ao nosso redor. Nesta hora precisamos olhar para o Senhor, porque Ele quer ministrar paz e segurança ao nosso coração para podermos ouvir a sua voz e receber instrução.

A voz do Senhor é poderosa, a voz do Senhor é majestosa, a voz do Senhor é doce, suave e instrutiva. Ela consola e nos convence a fazer o que é certo, a cumprir com toda justiça.
Ao mesmo tempo em que Jesus está instruindo João, Ele está declarando ao Pai:

Estou pronto, Eu quero cumprir toda a justiça, Eu voluntariamente me disponho a fazer toda a sua vontade, executarei com fidelidade todo o plano de redenção proposto por ti e irei até o fim, até que tudo esteja consumado.

Que demonstração de unidade com o pai ...

Jesus abriu mão do seu viver, para realizar a vontade do Pai, para percorrer todo o caminho necessário e concluir toda a instrução Dele. Fazer a vontade de Deus foi o alvo e o objetivo de Jesus neste mundo. Nem a vontade carnal de homem e nem Satanás com seus ardis, impediram que Jesus executasse os planos de Deus na terra dos viventes.

Ser como Jesus deve ser o nosso alvo, alcançar a perfeita varonilidade, à medida da estatura da plenitude dele - o nosso objetivo. Ser fiel a Deus, a sua vontade com todo nosso entendimento, com toda nossa força, com toda nossa alma, com todo nosso coração é demonstrar, na prática, o nosso amor a Deus. E isso move o coração do Criador, autor e consumador da nossa fé.

Deus lá do céu, não aguentou tamanha demonstração de amor de Jesus por Ele, e se manifestou de forma tremenda. Sua voz ecoou até os confins da terra, sua declaração de amor ao filho, permanece para sempre entre as gerações.

Que palavras de encorajamento foram aquelas ...

O versículo 17 diz: E eis uma voz dos céus, que dizia: “Este é o meu filho amado, em quem me comprazo”

Posso imaginar o momento, a multidão com olhos arregalados ao ouvir o estrondo da voz de Deus como no Sinai, o poder do Pai manifesto em favor do filho. O Pai declarando a identidade de Jesus como seu filho. Que poder tem estas palavras ...
A segurança de não estar abandonado, apesar de estar longe de seu trono. A certeza de ser filho e não bastardo, a impressão da identidade abençoada na alma, a confiança de estar alegrando o coração do pai, tudo isso, o liberou para prosperar no seu ministério.

O investimento no filho foi intenso e completo...

A descida do Espírito Santo o habilitou plenamente na sabedoria e no entendimento, no conselho e na fortaleza, no conhecimento e no temor de Deus. O capacitou com o amor, a alegria, a paz, a longaminidade, a benignidade, a bondade, a fidelidade, a mansidão e com o domínio próprio para ser operoso em todos os dons do Espírito. Operoso na palavra de sabedoria, na palavra de conhecimento, na fé, nos dons de curar, nas operações de milagres, em profecias, no discernimento de espírito, em variedades de línguas e na interpretação das línguas.

O Pai, realmente não poupou nada e deu a plenitude do Espírito Santo a Jesus.

Mover o coração de Deus através da fidelidade e da honra, que são a manifestação externa do nosso amor por Ele, deve ser o nosso viver. Deus não se contém, quando encontra um coração assim, então, ele move céus e terra por causa desta demonstração de amor. Ele se levanta do trono e vem ao nosso encontro para estar conosco, para demonstrar o Seu amor por nós e nestes encontros a nossa história de vida muda. Experimente !


Assim como Deus investiu e capacitou Jesus para executar toda a boa obra da redenção, precisamos investir em nossos filhos. Emocionalmente, precisamos dar segurança de quem eles são e o que representam para nós. Precisamos diferenciar as atitudes da identidade de nossos filhos. Eles são passíveis de cometer erros, mas eles não são um erro. Isso faz uma grande diferença na vida dos nossos decendentes. Todos nós temos fortalezas e debilidades, identificá-las e buscar em Deus a melhor forma de trabalhar estas caracteristicas em nossa vida e de nossas crianças faz parte do processo de capacitação para toda boa obra.

Investir espiritualmente, no relacionamento com Deus e em experiências com o Espírito Santo, deve ser o alvo de oração e incentivo em nossa paternidade. Devemos tomar cuidado em não permitir que nossos filhos sejam criados as margens das igrejas, nos corredores e nas portas dos templos. O relacionamento com Deus começa em nossas casas, no nosso exemplo diário de comunhão pessoal com o senhor, nos cultos domesticos, em nosso temor a Deus diante das adversidades da vida e em nossa maneira de agir e falar. Nossa vida cristã é o trampolim em que os filhos andam para saltarem nos braços de Deus. Quais serão as consequências, se o trampolim estiver quebrado ?

Capacitá-los acadêmicamente, na adiquisição de conhecimento para sujeitar a terra e dominá-la com entendimento, também coopera para formação de nosssos filhos para a boa obra. A verdade não deve ser escondida, mas revelada dentro dos conteúdos acadêmicos. E a verdade é: Deus é soberano e é o criador dos céus e da terra, e tudo veio dele e para ele são todas as coisas. A criação deve glorificar o criador. Toda e qualquer filosofia contrária a verdade é uma mentira. As Escolas de Educação por Princípios são ferramentas de Deus para auxiliar as famílias cristãs na promulgação desta verdade ao coração de seus filhos.

Deus abençoe a todos,


Pr. Marco Aurélio Sorna Santos
Instituto Peniel de Ensino


Desenvolvido por Softu Tecnologia